Atuação da equipe multiprofissional

Clínico

Pessoas portadoras de obesidade mórbida costumam ter doenças associadas denominadas comorbidades. Hipertensão, diabetes, aumento de colesterol, desgastes articulares e apneia do sono são alguns exemplos mais comuns que encontramos.

O clínico da equipe fará a detecção, a orientação e o controle destas doenças associadas.

A atuação do clínico começa antes mesmo da cirurgia. Haverá minuciosa avaliação pré-operatória, em que serão conhecidas todas as doenças prévias e também as medicações em uso do paciente. São analisados exames de sangue, raio-x, eletrocardiograma, prova de função pulmonar, endoscopia, entre outros exames. O médico, então, orienta quanto ao uso correto dos remédios após a cirurgia.

Realizada a cirurgia, o clínico acompanha a evolução das doenças que já existiam e ajusta as medicações. Ele também identifica eventuais deficiências nutricionais que podem resultar em anemias ou em déficit de vitaminas e ensina o paciente como se alimentar bem e com saúde.

O trabalho do clínico nesta “metamorfose” que se dá após a cirurgia bariátrica é uma das mais gratificantes experiências que a medicina proporciona ao médico. Assistir ao renascimento dos ex-obesos e ver o desabrochar de todas as potencialidades que estavam escondidas emociona e aproxima o médico do paciente. Traz de volta aquela antiga amizade que existia entre o clínico geral e sua clientela. Bons tempos!